Piter Punk's HomePage - Artigos
 
English version
Usando o xf86config

Piter PUNK

Um dos melhores e mais incompreendidos utilitários que acompanha o X, o xf86config. Apesar de estar presente em todas as distribuições e ser capaz de alterar praticamente todas as configurações do X, existe uma certa lenda de que seria complicado. Espero com este artigo desmistificar esta lenda e ajudar os usuários a terem um X bem configurado -;)

1. Introdução

Usar o xf86config é mais simples do que dizem por aí. Apesar de ser em modo texto, basta responder as perguntas de maneira apropriada que você terá o seu X funcionando. Tenha em mãos o chipset da sua placa de vídeo e a quantidade de memória que ela usa. Um último toque, este artigo está sendo escrito tomando como base o XFree86 4.1.0. E vamos lá! Pressione enter para sair da tela de apresentação.

2. Mouse

Em seguinda você deve escolher qual o tipo de mouse que você usa, geralmente o protocolo é o 1 (Microsoft compatible). Se você selecionou esta opção, ele irá perguntar sobre ChordMiddle, para alguns mouses feitos pela Logitech este parâmetro precisa ser utilizado para o terceiro botão funcionar. Caso seu mouse tenha apenas dois botões, acione a emulação do terceiro botão respondendo y para a próxima pergunta.

Agora você seleciona o device do mouse. Caso você tenha configurado o mouse para o modo console utilizando o gpm, o /dev/mouse já está apontando para o local correto, então apenas pressione enter.

3. Teclado

A próxima pergunta é sobre teclados. Selecione o 13 caso seu teclado seja ABNT2 (com cedilha), caso seja padrão us-acentos, selecione 2 ou 4 (Generic 10x-key (Intl)).

Mais uma tela, dessa vez para selecionar o tipo. Para os usuários do ABNT o número correto é o 8 (Brazilian). Usuários do padrão us-acentos escolhem o 3 (English w/ deadkeys). A seguir pressione enter. Na próxima questão responda n (se você não sabe o que é, provavelmente não precisa)

4. Monitor

Outro enter e agora estamos na seleção do monitor. Aqui é um passo em que é necessária uma boa dose de cuidado. Se você selecionar a freqüência errada, pode torrar seu monitor.

Se o seu monitor suporta 1024x768, selecione o número 4 para a freqüência horizontal e na próxima pergunta (vertical) selecione 2. Caso o monitor suporte no máximo 800x600, selecione 5 e depois 1.

Caso você tenha o manual do seu monitor, de uma olhada nas freqüências suportadas. Você pode colocar a identificação do seu monitor. É opcional, se você não quiser é só apertar enter.

5. Placa de vídeo

Agora você tem a opção de ver a lista com as placas oficialmente suportadas pelo XFree86. Responda a pergunta com y e prepare-se para ver uma lista enorme. Graças ao bom Deus a lista está em ordem alfabética. Quando achar o nome (ou o chipset) da sua placa de vídeo, coloque o número dela e pressione enter.

Questão simples. Quanto de memória tem a sua placa de vídeo? Apenas escolha o número apropriado. Se a sua placa possui mais de 4MB (4096), selecione a 6 e coloque o número correto. (8192 para 8MB, 16384 para 16MB, 32768 para 32MB e assim por diante).

Mesma questão do monitor, se você quiser preencher a identificação esteja a vontade, se não quiser simplesmente aperte enter.

6. Resolução

Você agora deve selecionar as resoluções suportadas que deseja. Mentes perspicazes podem verificar que aparece uma lista de resoluções para cada quantidade de cores. Essa lista está na ordem em que o X irá executá-las. Para alterar a ordem ou colocar apenas os modos que você gosta, selecione 1 (para alterar o 8bpp), 2 (para o 16bpp) ou 3 (para o 24bpp).

Agora coloque as resoluções na ordem que quiser (e quais você quiser). Em monitores de 15'' eu gosto de colocar ``432''. Nos de 14'' eu coloco apenas 32 e nos de 17'' ponho 5432. Quase ninguém gosta de ter virtual screen, então responda não a esta pergunta.

Se você deseja alterar as resoluções para outro conjunto outro bpp, escolha o número correto e repita os passos anteriores. Se não quiser alterar mais nada, selecione 4. Agora você pode escolher qual será o bpp default do seu sistema. O número 4 (16 bits) está de bom tamanho.

7. Conclusão

Pronto! Agora basta escrever o XF86Config. O seu X está configurado -:) Quaisquer dúvidas, sugestões ou críticas mande para [email protected]


Links Principal Artigos Piter Punk Dicas Programas
 
Powered by Slackware Linux - Written in VIm (the best one!) Last Update: 30 Oct 2004